4 de fev de 2013

QUANDO OS REFLETORES OFUSCAM O PROPÓSITO DE DEUS



 “Portanto, quando você der esmola, não anuncie isso com trombetas, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, a fim de serem honrados pelos outros. Eu lhes garanto que eles já receberam sua plena recompensa. E quando vocês orarem, não seja como os hipócritas. Eles gostam de ficar orando em pé nas sinagogas e nas esquinas, a fim de serem vistos pelos outros. Eu lhes asseguro que eles já receberam sua plena recompensa. Quando jejuarem, não mostrem uma aparência triste como os hipócritas, pois eles mudam a aparência do rosto a fim de que os outros vejam que eles estão jejuando. Eu lhes digo verdadeiramente que eles já receberam sua plena recompensa.” (Mateus 6: 2,5,16)

Seis horas da noite e mais um culto de celebração é iniciado em algum templo evangélico nesse enorme Brasil. Pessoas louvando, ajudando na casa do Senhor como diácono (ou outra função), ministro de louvor, pregando a palavra de Deus com eloqüência e atraindo multidões. Seria muito bom se isso não fosse com propósitos contrários a vontade divina. Não entendeu? Eu explico.

A passagem citada como base desse artigo mostra Jesus Cristo instruindo seus discípulos a respeito de exercer caridade, como orar e como jejuar diferente dos hipócritas (era como se referia aos fariseus e saduceus). O comportamento deles aos olhos da humanidade era “esplendoroso”. Suas orações longas com frases bonitas, rosto abatido por um período de jejum e suas obras de assistência social na busca de exaltações a si mesmo. Isso Jesus Cristo sempre combateu e nos dias de hoje não é diferente. Estamos cercados de profissionais do evangelho. Pessoas que buscam tirar vantagem com o trabalho na casa do Pai.

Mas que vantagem seria essa? Vamos lá: lugares de destaque, preferência pelos primeiros lugares, elogios para massagear o ego, etc.. Um exemplo disso vem primeiro daqueles que deveriam ser as pessoas que no inicio das celebrações deveriam levar as pessoas a adoração ao Deus vivo. Infelizmente certos ministros de louvor e músicos perderam a essência de louvar a Deus e se preocupam em aparecer para a multidão com hinos teologicamente incorretos ou arranjos mirabolantes que na verdade tentam encantar as pessoas ao invés de conduzi-las a adoração e o louvor. Mas a bíblia mostra que ainda existem ministros e ministérios que alçam em seus corações o mais puro desejo de louvar com a congregação, hinos de louvor a Deus e prepará-los para o momento da palavra de Deus. (“Seja ele o motivo do seu louvor, pois ele é o seu Deus, que por vocês fez aquelas grandes e temíveis maravilhas que vocês viram com os próprios olhos. Os que tocavam cornetas e os cantores, em uníssono, louvaram e agradeceram ao Senhor. Ao som de cornetas, címbalos e outros instrumentos, levantaram suas vozes em louvor ao Senhor e cantaram: “Ele é bom; o seu amor dura para sempre. Então uma nuvem encheu o templo do Senhor”. Deuteronômio 21:10 e II crônicas 5:13)

Existem também nesse meio, obreiros na casa de Deus que exercem as atividades de maneira relaxada, sem dar nenhuma assistência aos necessitados, desobedientes e com um comportamento comprometedor ao Evangelho. Mas são mestres em complementar suas deficiências com bajulações como: mandar presentinhos a lideres, mostrar serviço somente na presença do pastor (até mesmo tratando os irmãos obreiros com arrogância) prefere ficar nos primeiros lugares da igreja, ter prioridade na escala dos preletores e quando um coordenador de obreiros ou um presbítero pede algo, ele ignora. A bíblia mostra que devemos respeitar nossos lideres quer sejam pastores, dirigentes, coordenadores de obreiros e irmãos de hierarquia superior como presbítero e evangelistas (Detalhe: todos no Senhor). O obreiro deve promover a paz dentro da congregação, ajudar os necessitados e sempre fazendo a obra com o propósito de agradar o dono da obra que é Jesus. (“Tudo o que fizerem, façam de todo o coração, como para o Senhor, e não para os homens,Obedeçam aos seus líderes e submetam-se à autoridade deles. Eles cuidam de vocês como quem deve prestar contas. Obedeçam-lhes, para que o trabalho deles seja uma alegria e não um peso, pois isso não seria proveitoso para vocês”. Colossenses 3:23 e Hebreus 13:17).

Nesse grupo de pessoas que querem os refletores e a gloria dos homens, estão pregadores que se preocupam em exibir para a igreja o seu conhecimento teológico ou até mesmo tentando atrair a atenção com palavras de efeito como: “recebaaa!”, “tem fogo aí”? , “Ó os manto de Jeová” e nada de ensino da Palavra e nem mensagem de Cruz para aqueles que estão com fome da palavra de Deus. Só se preocupam em aparecer para as lideranças e vender seus DVD’ s e difundir às vezes heresias e modismos dentro das mensagens. É preciso que o pregador se volte para o verdadeiro sentido da mensagem que é o arrependimento do pecador e a salvação em Cristo Jesus e seus ensinamentos. (e apegue-se firmemente à mensagem fiel, da maneira como foi ensinada, para que seja capaz de encorajar outros pela sã doutrina e de refutar os que se opõem a ela. Tito 1:9).

Pra finalizar não deveria esquecer que alguns “pastores” estão envolvidos nesse meio querendo promoção à custa de bajulações de todos os tipos, escondendo da liderança maior suas deficiências como “apaucentar” as ovelhas, não comparecendo nas reuniões ministeriais e rejeitando o pedido dos coordenadores de sede quando necessário, alegando que tal função é coisa de diácono ou auxiliar. Cremos que no meio dos bajuladores, matadores de ovelhas e aproveitadores de crentes humildes que amam a obra, ministros do evangelho fieis e sérios em seus compromissos. Deus está de olhos abertos e contemplará aqueles que realmente desejam o crescimento da sua obra e a propagação da mensagem do reino.

Detalhe da foto: O palco vazio representa que nenhum homem deve ser o destaque na obra do Senhor e sim o nome e a pessoa de Jesus Cristo é que devem estar no centro do palco de nossas vidas e da igreja.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contagem regressiva para o cinquentenário da AD Bela Vista

O CONTADOR REFERE-SE A DATA DE FUNDAÇÃO E NÃO O DIA DA COMEMORAÇÃO QUE SERÁ EM NOVEMBRO DE 2013.

Coral Maranatha